terça-feira, 18 de março de 2014

Cuidados com a Bússola

Nesta postagem será apresentado brevemente os "Cuidados com a Bússola" que devemos estar sempre atentos. Esse artigo foi feito pelo amigo Allan Hartwig e revisado por mim.






Quando não estiver em uso, uma bússola deve ser guardada em local seco, fresco e no qual não haja incidência direta de luz, principalmente do sol. É muito importante que não seja armazenada próxima a quaisquer dispositivos que gerem campos magnéticos tais como imãs, alto-falantes e caixas acústicas, transformadores e bobinas elétricas, maquinas fotográficas, filmadoras, computadores, telefones celulares, televisores e equipamentos elétricos e eletrônicos em geral. E, também, não é bom que seja armazenada próxima a grandes peças de aço ou de ferro. O principal motivo dessas recomendações é que, por se tratar de um pequeno imã, muito sensível e extremamente delicado, a agulha da bússola, pode sofrer alteração nas suas condições de magnetização perdendo precisão e confiabilidade. 

Quando em uso também é muito importante, além de manter a bússola longe de objetos como os citados anteriormente, não mantê-la próxima a objetos metálicos ou magnéticos, como canivetes, facas, ferramentas, armas, walkmans, rádios, relógios, óculos com armação de metal, fivelas de metal de cintos e mochilas, cantis, latas, etc. Tais objetos, se estiverem próximos da bússola, podem interferir no campo magnético terrestre e causar leituras errôneas. Pode parecer exagero, mas não é. Os objetos mencionados, podem realmente interferir na bússola, desviando a agulha da direção Norte Magnético. O erro de alinhamento causado por estes motivos é chamado de desvio.

As recomendações anteriores relacionam pequenos objetos metálicos de uso comum que,  quando próximos da bússola, podem causar desvio. Convém ter em mente que, mesmo não muito próximos, grandes objetos metálicos, como por exemplo, veículos, estruturas metálicas,  postes de metal,  linhas de transmissão e assemelhados, também podem causar desvio. Recomenda-se uma distancia de 10 m de cercas de arame, 20m de veículos e 50m de grandes estruturas metálicas, torres de antenas e linhas de transmissão. 
   
Finalmente, não custa lembrar que, por ser basicamente um imã, uma bússola pode interferir com outras bússolas, se a distancia entre elas for muito pequena. A simples aproximação de duas bússolas pode demonstrar esse fato. O desvio causado por bússolas próximas é uma fonte de erro bastante comum quando diversos participantes de um mesmo grupo de iniciantes em orientação se encontram quase lado a lado.


Fonte: Raul M. P. Friedmann. Fundamentos de Orientação, cartografia e navegação terrestre.3°  edição. Curitiba: UTFPR, 2009.


2 comentários :

  1. Augusto.
    É uma honra poder contribuir, mesmo que de forma simplória como este artigo, para este Blog, que esta crescendo cada vez mais, tanto em reconhecimento quanto em artigos úteis e de extrema relevância.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Allan pelas palavras e pela ajuda !!!

      abraço

      Excluir